Manuka- essa planta tem história pra contar! - Adriano Gronard
22192
post-template-default,single,single-post,postid-22192,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-child-theme-ver-1.0.0,select-theme-ver-3.7,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
Flores de érica-japonesa (Manuka) na cor rosa avermelhada . As flores da Manuka também podem ter as cores rosa clara e branca. Foto: Adriano Gronard

Manuka- essa planta tem história pra contar!

A Manuka (Leptospermum scoparium), também conhecida como “Érica-japonesa” é, na verdade, nativa da Austrália e da Nova Zelândia🇦🇺.

Nos países de língua inglesa 🇬🇧, o arbusto é conhecido como “New Zealand tea tree” (árvore chá da nova Zelândia), pois o ilustre navegador Thomas Cook ⚓ bebia um chá preparado com suas folhas durante suas explorações pela Oceania.

Flores de érica-japonesa (Manuka) na cor rosa clara . As flores da Manuka também podem ter as cores rosa avermelhada e branca. As folhas lembram as do alecrim! Foto: Adriano Gronard

Flores de érica-japonesa  na cor rosa clara . As folhas lembram as do alecrim! Foto: Adriano Gronard

 

Érica-japonesa florida na primavera de Monte Verde_ MG. A espécie se adaptou muito bem ao clima mais ameno da Serra da Mantiqueira. O exemplar da foto não passou por podas. Mesmo fora da época da floração mais abundante, floresce em menor intensidade ao longo de todo o ano nesta região do Brasil. Imagem: Adriano Gronard

Érica-japonesa florida na primavera de Monte Verde_ MG. A espécie se adaptou muito bem ao clima mais ameno da Serra da Mantiqueira. O exemplar da foto não passou por podas. Mesmo fora da época da floração mais abundante, floresce em menor intensidade ao longo de todo o ano nesta região do Brasil. Imagem: Adriano Gronard

O arbusto precisa de sol pleno e floresce na primavera e no verão. Sua pequenas flores podem ser simples ou dobradas, nas cores branca, vermelha ou rosa.
No Brasil, ela é indicada para as regiões frias❄️ , onde suas floradas ficam muito mais intensas🌸🌸 . Por esse motivo, ela é comercializada e cultivada principalmente nas cidades mais altas da Serra da Mantiqueira e do Sul.
A Manuka aceita podas, inclusive formando ótimas cercas vivas se essa for a intenção. Veja abaixo duas formas de poda:

Nesta foto , podemos ver a érica-japonesa podada de duas formas. À esquerda, com técnicas de topiaria,,mimetizando os buxinhos abaixo. À direita, formando uma cerca viva. Imagem: Adriano Gronard

Nesta foto , podemos ver a érica-japonesa podada de duas formas. À esquerda, com técnicas de topiaria,,mimetizando os buxinhos abaixo. À direita, formando uma cerca viva. Imagem: Adriano Gronard

Derivados alimentícios da planta

A partir da manuka, é possível produzir chá e mel. O chás é preparado com suas folhas e até galhos. Já o mel, é produzido através de abelhas específicas que polinizam suas flores. Veja alguns exemplos abaixo:

 

O mel obtido a partir da polinização das flores de Manuka é muito comercializado em países como Inglaterra. Nova Zelândia e Austrália. Imagem: eatsamazing.co.uk

O mel obtido a partir da polinização das flores de Manuka é muito comercializado em países como Inglaterra. Nova Zelândia e Austrália. Imagem: eatsamazing.co.uk

O mel de manuka é utilizado também em infusões para chás. Imagem: Clipper

O mel de manuka é utilizado também em infusões para chás. Imagem: Clipper

Abelha polinizando as flores de uma érica-japonesa (Leptospermum scoparium)

Abelha polinizando as flores de uma érica-japonesa (Leptospermum scoparium)

 

O consumo de chá de folhas de manuka não ficou restrito às expedições de Thomas Cook. A infusão continua a ser consumida em países de língua inglesa. Imagem: Eden Projec

O consumo de chá de folhas de manuka não ficou restrito às expedições de Thomas Cook. A infusão continua a ser consumida em países de língua inglesa. Imagem: Eden Project

Até o próximo post!
🖥️ www.adrianogronard.com.br/paisagismo
📷 Adriano Gronard

Sem comentários

Publicar um comentário