AMENDOEIRA-DA-PRAIA! JÁ DEVE TER VISTO! - Adriano Gronard
21995
post-template-default,single,single-post,postid-21995,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-child-theme-ver-1.0.0,select-theme-ver-3.7,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
Ilustração botânica da amendoeira-da-praia, também conhecida como castanheira ou castanola. Imagem: Francisco Manuel Blanco

AMENDOEIRA-DA-PRAIA! JÁ DEVE TER VISTO!

Amendoeira-da-praia 

amendoeira-da-praia (Terminalia catappa ) é cultivada em diversas regiões tropicais do mundo devido à sombra densa que suas folhas proporcionam. 

Amendoeira-da-praia com coqueiros ao fundo. Essa é uma paisagem muito comum em toda a orla brasileira, principalmente na Região Sudeste. Imagem: Adriano Gronard Local: Guarujá-SP

Amendoeira-da-praia com coqueiros ao fundo. Essa é uma paisagem muito comum em toda a orla brasileira, principalmente na Região Sudeste. Imagem: Adriano Gronard Local: Guarujá-SP

No outono, a árvore fica com folhas amarelas e vermelhas e os exemplares mais velhos podem ficar totalmente despidos de folhas no inverno.

Amendoeiras no outono do Rio de Janeiro, na Praça Paris, bairro do Flamengo. Imagem: Custódio Coimbra (O Globo)

Amendoeiras no outono do Rio de Janeiro, na Praça Paris, bairro do Flamengo. Imagem: Custódio Coimbra (O Globo)

Esse zoom mostra a grande densidade das folhas da amendoeira-da-praia. Sombra garantida! Imagem: Adriano Gronard

Esse zoom mostra a grande densidade das folhas da amendoeira-da-praia. Sombra garantida! Imagem: Adriano Gronard

Amendoeira-da-praia totalmente despida de folhas na Lagoa de Marapendi, Rio de Janeiro. Imagem: Adriano Gronard

Amendoeira-da-praia totalmente despida de folhas na Lagoa de Marapendi, Rio de Janeiro.
Imagem: Adriano Gronard

Origem 

As amendoeiras-da-praia são originárias da Índia e da Nova Guiné . Teriam chegado por aqui nas primeiras embarcações portuguesas. Os troncos das árvores eram usados como contrapeso nos navios. Quando chegavam aqui, as árvores (e os frutos e as sementes) eram abandonadas na areia da praia. A árvore se adaptou muitíssimo bem ao clima quente, úmido e ensolarado da orla  do Rio de Janeiro, São Vicente e Salvador. Daquele momento em diante, passou a se disseminar ao longo de toda a orla da região Sudeste principalmente.

Frutos

Frutos de uma amendoeira-da-praia no Guarujá-SP. Imagem: Adriano GronardÉ importante dizer que a árvore desta matéria em nada tem a ver com a amendoeira que nos fornece a popular amêndoa doce (Prunus dulcis), que é cultivada em regiões áridas e quentes do sul da Europa e do norte da África.

Amêndoas doces (Prunus dulcis) em nada têm a ver com o fruto originário da amendoeira-da-praia (Terminalia catarppa)

Amêndoas doces (Prunus dulcis) em nada têm a ver com o fruto originário da amendoeira-da-praia (Terminalia catappa)

Em Santos-SP, os frutos da árvore destacada são conhecidos como “cuca” e no Espírito Santo, como “castanha”.

Amendoeira carregada de frutos na orla do Guarujá-SP. Os frutos dão um colorido à árvore. Após a frutificação, a árvore ganha um novo colorido: o do outono, como vemos em outras fotos da matéria. Imagem: Adriano Gronard

Amendoeira carregada de frutos na orla do Guarujá-SP. Os frutos dão um colorido à árvore. Após a frutificação, a árvore ganha um novo colorido: o do outono, como vemos em outras fotos da matéria. Imagem: Adriano Gronard

 

Muitos nomes!!!

 A árvore é também chamada de  amêndoa, amendoeira, castanheira, anoz, árvore-de-anoz, castanholeira, coração-de-nego, castanhola, sete-copas, chapéu-de-sol, guarda-sol, (esses últimos dois nomes devido à densa sombra que a árvore proporciona), entre  outros nomes populares.

 

Uso medicinal

 

Ilustração botânica da amendoeira-da-praia, também conhecida como castanheira ou castanola. Imagem: Francisco Manuel Blanco

Ilustração botânica da amendoeira-da-praia, com seus frutos e flores, além das folhas bem características! Também conhecida como castanheira ou castanhola. Imagem: Francisco Manuel Blanco

 

As folhas contêm vários flavonóides (como kamferol ou quercetina ), vários taninos (como punicalina , punicalagin ou tercatina ), saponinas e fitoesteróis .

É conhecida por suas propriedades medicinais em peixes e por ajudar em seus criadores por séculos, na reprodução de peixes em Taiwan, onde usam-se folhas secas da planta, colocando-as no aquário ou no filtro.

Veja também o uso medicinal de outras plantas na matéria “ DORMIR MELHOR? Essas plantas podem te ajudar!

A amendoeira dos escritores

Mesmo que não seja tão ilustre quanto nossos nativos ipês, quaresmeiras, paineiras e manacás , as amendoeiras sempre tiveram seus admiradores. Em 1956,  Carlos Drummond de Andrade escreveu “Fala, amendoeira”:  

“Pousou a vista, depois, nas árvores que algum remoto prefeito deu à rua e que ainda ninguém se lembrou de arrancar, talvez porque haja outras destruições mais urgentes. Estavam todas verdes, menos uma. Uma que, precisamente, lá está plantada em frente à porta, companheira mais chegada de um homem e sua vida, espécie de anjo vegetal proposto ao seu destino”.

Até o próximo post!

ADRIANO GRONARD

 

Sem comentários

Publicar um comentário